Home | BLOG
WhatsApp (11) 5853-4000 Espaço do Cliente Espaço do Cliente

O que são Foodtechs e por que você deve conhecer esse termo?

Saber o que são Foodtechs é importante para os proprietários e gestores de restaurantes. Afinal, elas representam uma grande transformação no mercado de alimentação, podendo mudar hábitos de consumo e corrigir gargalos nos estabelecimentos.

No entanto, por ser algo recente, muitos empreendedores do segmento ainda não sabem do que se tratam as Foodtechs. Por isso, neste artigo, vamos esclarecer todas as dúvidas sobre o assunto. Pronto para conhecer essa tendência? Então, basta continuar a leitura!

Afinal, o que são Foodtechs?

Foodtech é um termo em inglês que junta as palavras food, que significa “comida”, e tech, que está relacionada à tecnologia.

Nesse sentido, Foodtech denomina qualquer tipo de tecnologia que é usada para se trabalhar com comida.

Essas soluções podem ser aplicadas em qualquer etapa da cadeia que forma o setor de alimentos, como na produção, na distribuição, na venda, nas entregas e no consumo, entre outros pontos.

No Food Service, as Foodtechs desenvolvem novas ferramentas para resolver gargalos comuns nos restaurantes, como a redução do desperdício, as interações com o consumidor no local de venda e a otimização das entregas.

Como está o mercado das Foodtechs no Brasil?

No Brasil, as Foodtechs trabalham, principalmente, em sistemas para a gestão e a entrega de alimentos nos restaurantes.

Sistemas de gestão

Os sistemas de gestão ganham popularidade conforme a transformação digital permite o desenvolvimento de recursos tecnológicos que otimizam o trabalho da equipe do restaurante.

Reservas, cardápios, comandas, fluxo de caixa e controle de fornecedores, por exemplo, podem ser integrados no mesmo software.

Entre os principais sistemas de gestão para restaurantes temos o GrandChef, o Sischef, o E-comanda, o Goomer e o KCMS.

Serviços de delivery

Já os serviços de delivery tiveram um salto no último ano por conta da pandemia de Covid-19.

Ainda se recuperando da crise, muitos estabelecimentos apostam nas entregas para conseguirem dar a volta por cima e operar com um fluxo de caixa no azul.

Desenvolver aplicativos exclusivos e integrá-los a sistemas de gestão foi a missão de muitas Foodtechs nos últimos meses, como a Genuine Sistemas. Afinal, é grande a demanda por esse tipo de serviço.

Também podem ser considerados como Foodtechs os apps que reúnem vários restaurantes. Por exemplo, iFood, Uber Eats e Rappi.

Comida do futuro

Outra ramificação das Foodtechs que cresce muito por aqui é a produção da chamada “comida do futuro”. Nesse caso, a tecnologia é usada para pesquisar e desenvolver alimentos de maneira sustentável.

Uma Foodtech que se destaca por criar carne vegetal é a Fazenda Futuro. Com o crescimento da população vegetariana e vegana, essa é uma aposta das mais interessantes.

Por meio de recursos tecnológicos, a empresa consegue produzir carne com ingredientes naturais, como as plantas. O sabor, o cheiro e a textura, no entanto, são iguais aos do produto original.

Isso demonstra como as Foodtechs podem encontrar soluções sustentáveis para os restaurantes elaborarem os seus pratos.

O que são Foodtechs?

Qual é o impacto das Foodtechs nos estabelecimentos?

Ao entender o que são Foodtechs, os gestores começam a perceber o impacto que essas empresas podem ter em seus restaurantes.

Aliás, quando eles ficam de olho no mercado de tecnologias para a área da alimentação, são capazes de implementar novas soluções em seus negócios antes da concorrência e conquistar uma vantagem competitiva.

Como explicamos, isso vai desde a escolha dos ingredientes usados no preparo dos pratos até as atividades mais operacionais e logísticas.

Os restaurantes que encontram suporte em Foodtechs conseguem otimizar as suas operações e aumentar os seus lucros. Isso porque os esforços da equipe serão utilizados de maneira mais inteligente.

Esses estabelecimentos também têm ganhos de imagem perante o público, pois as pessoas estão cada vez mais conscientes e exigentes sobre a forma como consomem produtos e serviços.

Se você divulgar que o seu restaurante trabalha apenas com insumos sustentáveis e valoriza a agricultura local e familiar, por exemplo, ganhará pontos com uma boa parcela dos consumidores.

Qual é a importância dessa revolução alimentar?

Ao entender o que são Foodtechs, você também percebe como essas empresas de tecnologia e alimentos contribuem para uma verdadeira revolução na sociedade.

Uma reportagem do portal Consumidor Moderno apresenta dados interessantes levantados pelo Ibope. De acordo com a publicação, 30 milhões de brasileiros são vegetarianos. De 2012 a 2018, o número de pessoas que se definem como vegetarianas cresceu em 75%.

Ou seja, as pessoas consomem mais a carne artificial e outros produtos que não tenham origem animal, desenvolvidos pelas Foodtechs.

Entretanto, as Foodtechs não atendem apenas o público vegetariano e vegano, mas também grupos com outras necessidades, sempre de forma muito eficiente. Veja alguns exemplos.

Nutrição individualizada

Por meio de um recurso de Inteligência Artificial, os clientes de um restaurante podem pedir pratos com ingredientes selecionados de acordo com suas necessidades individuais.

Dessa forma, antes de fazer o pedido, um consumidor que é intolerante à lactose, por exemplo, pode escolher entre opções que não tenham leite e derivados na receita.

Rastreabilidade alimentar

Usando recursos como a tecnologia Blockchain — sistema que permite monitorar o envio e recebimento de informações pela internet —, é possível que os restaurantes consigam rastrear a procedência de determinados alimentos.

Dessa forma, eles são capazes de acompanhar todo o processo produtivo de frutas, verduras e outros insumos, garantindo que estão livres de agrotóxicos e são totalmente orgânicos.

É claro que essa é uma alternativa que ainda está em desenvolvimento e, portanto, longe da realidade de muitos negócios. Contudo, é algo que pode se popularizar nos próximos anos.

Viu como saber o que são Foodtechs é importante para o seu restaurante? Afinal, as novas tecnologias e tendências podem melhorar o seu processo produtivo e o atendimento prestado aos seus clientes.

Sem dúvida, ficar de olho nas novidades é sempre muito relevante para os empreendedores do segmento de Food Service.

Então, siga conhecendo tendências com a gente! Leia agora o nosso artigo que mostra por que o porcionamento é uma boa estratégia para desenvolver no seu estabelecimento.

COMPARTILHE ESSE POST:
TAGS RELACIONADAS: food service, tecnologia, tendências,

    Motivo:

      Motivo: